Coordenação de Pesquisa e Comunicação Científica

O que fazemos?
Principais atividades
Programa de Fomento à Pesquisa
Programa Pesquisa para o SUS (PPSUS)
Programa de Iniciação Científica – PIC -
Núcleo de Evidências
Comunicação em Ciências da Saúde – CCS

O que fazemos?

 

A Coordenação de Pesquisa e Comunicação Científica tem como competência planejar, coordenar, supervisionar, analisar, avaliar, monitorar e divulgar programas, ações e resultados referentes ao Fomento à Pesquisa, Iniciação Científica, as demandas de evidências científicas em saúde para gestores NEv e divulgação científica por meio do fortalecimento da Revista Comunicação em Ciências da Saúde CCS

Essas competências visam contribuir para o desenvolvimento de pesquisas orientadas à produção de conhecimento científico, desenvolvimento tecnológico, de inovação e atividades de integração ensino-serviço-comunidade, em consonância com as estratégias e prioridades do Sistema Único de Saúde (SUS) no Distrito Federal. 

Principais atividades

 

  1. Realização de Mostra Científica de Iniciação Científica anual;
  2. Seleção e indicação de avaliadores para a seleção de projetos de pesquisa;
  3. Seleção, captação e avaliação de artigos científicos para publicação;
  4. Realização de eventos científicos, cursos de extensão e capacitações;
  5. Gestão de processos seletivos de fomento à pesquisa e de iniciação científica;
  6. Orientação a docentes, discentes e pesquisadores;
  7. Promoção de parcerias visando troca de experiência entre pesquisadores das diversas áreas das ciências da saúde;
  8. Representação em Grupos de Trabalho, eventos científicos e atividades acadêmicas em que a atividade fim seja relacionada ao desenvolvimento de pesquisas.

Programa de Fomento à Pesquisa

 

A ESCS, com o intuito de fomentar pesquisas para o desenvolvimento do sistema de saúde, realiza um processo seletivo anual, por intermédio de edital público. Desde 2008, o programa de fomento tornou-se dispositivo relevante para o desenvolvimento local dos serviços de saúde e é regulamentado pela Instrução Nº 21/2008[1] - Fepecs 

A atividade de apoio financeiro a projetos de pesquisa tem por finalidade fomentar pesquisas para o aprimoramento do Sistema Único de Saúde do Distrito Federal, da educação em saúde e da qualidade de vida e saúde da população, em consonância com os eixos de pesquisa prioritários definidos pela ESCS e SES/DF, quais sejam:

                             I.        Política de Atenção à Saúde: Gestão, Acesso, Qualidade e Financiamento;

                            II.        Economia da Saúde e Tecnologias em Saúde;

                           III.        Doenças e Agravos;

                          IV.        Cuidados de Saúde de Grupos Populacionais Especificados;

                           V.        Promoção da Saúde; e

                          VI.        Meio Ambiente e Vigilância em Saúde.



[1] Instrução Nº 21, de 6/10/2008 (DODF Nº 207, de 16/10/2008) – dispõe sobre o fomento a pesquisas em saúde pela Fepecs.

Programa Pesquisa para o SUS (PPSUS)

O Programa Pesquisa para o SUS: gestão compartilhada em saúde (PPSUS) http://portal2.saude.gov.br/sisct/visao/manual/Diretrizes%20PPSUS.pdf é uma iniciativa de descentralização de fomento à pesquisa em saúde nas Unidades Federativas (UF) que promove o desenvolvimento científico e tecnológico, visando atender as peculiaridades e especificidades de cada UF brasileira. O PPSUS é uma iniciativa inovadora por adotar um modelo de gestão descentralizado e participativo, envolvendo gestores, profissionais de saúde, pesquisadores e representantes da sociedade civil.

A CPECC representa a SES-DF no PPSUS no DF, em parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa - FAP/DF e com o Decit/MS (Departamento de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos /Ministério da Saúde) e o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), e tem como atribuições:

a)    Indicar os eixos temáticos que orientarão os grupos de trabalho durante a realização da oficina de prioridades;

b)    Organizar, em conjunto com a FAP, a oficina de prioridades;

c)    Participar das atividades relacionadas à seleção, acompanhamento e divulgação das pesquisas;

d)    Divulgar a chamada de forma ampla para todas as instituições de pesquisa do DF e junto à comunidade científica local, utilizando todos os meios de comunicação disponíveis;

e)    Participar da Comissão de Especialistas;

f)     Indicar dois representantes (titular e suplente) para compor o Comitê Gestor;

g)    Participar do Comitê Gestor;

h)   Participar das estratégias definidas para o monitoramento, divulgação e incorporação dos resultados das pesquisas financiadas; 

Programa de Iniciação Científica – PIC -

O PIC tem o objetivo de introduzir os estudantes no campo da pesquisa científica, estimulando o pesquisador-orientador a formular equipes, definir atividades e metodologias, além de conceder aos estudantes participantes bolsas de estudo.

Além das bolsas disponíveis para a ESCS e a ETESB, ainda são concedidas bolsas de contrapartida pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - PIBIC/CNPq.

Regido pela Instrução FEPECS Nº 18/2005  e pela Resolução CEPE nº 43/2010 (LINK), o Programa tem seleção anual, duração de 12 meses, com início em agosto de um ano e término em julho do ano seguinte.

A conclusão do Programa de Iniciação Científica ocorre através de apresentação da pesquisa realizada na Mostra Científica de Iniciação Científica anual.

Núcleo de Evidências

Implantado na SES/DF, com sede na Coordenação de Pesquisa e Comunicação Científica/ESCS, em 2013, Núcleo de Evidências do Ministério da Saúde, conectado à EVIPNet (Rede de Políticas Informadas por Evidências), passou por reformulações para melhor atender a demanda por sínteses de evidências.

O Núcleo é responsável por recepcionar as diferentes demandas dos setores da SES/DF, cujo atendimento resultará em Sínteses de Evidência que referenciarão mudanças e contribuições à gestão em saúde no DF.

Comunicação em Ciências da Saúde – CCS

A publicação do periódico Comunicação em Ciências da Saúde - CCS objetiva divulgar trabalhos relacionados as áreas de Saúde Coletiva, Clínico-Assistencial e Educação no campo da saúde (foco em metodologias ativas de ensino). O periódico está aberto a contribuições nacionais e internacionais, nos idiomas português, inglês e espanhol, na forma de artigo original, ensaio, revisão não sistemática ou integrativa, revisão sistemática ou metanálise, narrativas em saúde, artigo de opinião, relato de experiência e resenha, que são avaliados por revisores ad hoc para fins de aceite, adequação ou rejeição do artigo.

Sua periodicidade é de 04 fascículos (números) por ano, divulgados exclusivamente na versão online, gratuitamente no endereço:

http://www.escs.edu.br/revistaccs/index.php/comunicacaoemcienciasdasaude