O curso de medicina é oferecido pela ESCS por meio da CCM tem por base um Projeto Pedagógico que define o perfil do profissional médico que se deseja formar, onde os conteúdos a serem ministrados são organizados em módulos temáticos e os objetivos de aprendizagem são apresentados sob a forma de competências.

O currículo é centrado no estudante, orientado à comunidade e utiliza metodologias ativas de ensino-aprendizagem, sempre com base em orientações pedagógicas advindas do construtivismo. Seu método de ensino-aprendizagem está baseado em:

- Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP)
- Aprendizagem Baseada em Pequenos Grupos
- Aprendizagem Auto-Dirigida
- Aprendizagem Orientada à Comunidade
- Capacitação em Habilidades e Atitudes
- Iniciação Científica em Medicina

As bases cognitivas da medicina atual são oferecidas aos estudantes por meio de módulos temáticos que seguem o ciclo vital do ser humano, partindo da saúde materno-infantil, passando pela adolescência até a idade adulta e a velhice, abrangendo os tipos de problemas mais freqüentes em saúde, buscando as bases dos conhecimentos como: metabolismo; doenças resultantes da agressão ao meio-ambiente; a perda de sangue; dor; problemas mentais; dispnéias; bioética; perda de peso. Geralmente são acompanhados de estágios em unidades de saúde hospitalares, extra-hospitalares e na comunidade. Além de 27 (vinte e sete) módulos temáticos oferecidos em quatro anos, os alunos têm, ainda, a oportunidade de completar seus conhecimentos conforme seu próprio interesse, por meio de módulos eletivos livres que consistem em imersão nos serviços de saúde com orientação e supervisão de profissionais, reconhecidamente habilitados e experientes na área de atuação, com duração de quatro semanas/ano.

Durante os quatro anos iniciais do curso, os alunos, sob supervisão, são inseridos precocemente em atividades práticas tanto em laboratórios como em serviços de saúde e na comunidade, estabelecendo contato com pacientes e comunidade. São ofertadas oportunidades de aprimoramento por meio do Laboratório Central, do Hemocentro de Brasília, de laboratórios de simulação, ambulatórios e centros de saúde, experiências e estágios hospitalares, Programa Saúde da Família e bibliotecas, inclusive virtuais, por meio de acesso a meios eletrônicos como a Internet.

O corpo docente do curso de medicina é fruto de uma seleção e capacitação direcionada para consolidar seu projeto educacional. Servidores da SES/DF são selecionados com base em critérios de dedicação, compromisso, currículo e titulação acadêmica e submetidos a uma capacitação básica para docência em ABP. São, ainda, os responsáveis pela produção, execução e avaliação de todas as unidades educacionais. METODOLOGIA

O Curso de Graduação em Medicina da ESCS foi delineado de acordo com as Diretrizes Nacionais Curriculares, mediante a adoção de um modelo pedagógico inovador, caracterizado por três princípios: - aprendizagem centrada no estudante, - ensino baseado em problemas; e - orientada à comunidade Permitindo que o estudante saia do papel de receptor passivo de informações para o de agente, principal responsável por seu aprendizado, nos moldes da didática construtivista. O método é utilizado, além de Brasília (DF), em Londrina (PR), Marília (SP), MacMaster (Canadá), Harvard (EUA), Illinois (EUA), Ohio (EUA) e em Maastrich (Holanda), dentre mais de 300 cidades do mundo, Avaliado e consagrado nesses locais, o método está em expansão em todo o mundo. O novo conceito curricular do curso de graduação em medicina está assentado em três grandes eixos: - Módulos Temáticos - Habilidades e atitudes - Interação Ensino-Serviços-Comunidade Os módulos Temáticos, no qual os conteúdos são aprendidos sob a forma de problemas. Um pequeno grupo de estudantes, orientado por um tutor deve apresentar soluções para os casos específicos. Os alunos vão em busca de informações nas diversas fontes de pesquisa existentes (livros, Internet, consultores, e etc) para construir seu conhecimento. O das Habilidades e Atitudes, em que os alunos aprendem procedimentos clínicos e cirúrgicos mais freqüentes e também treinam a abordagem que deve ser feita ao doente e sua família. Da Interação Ensino-Serviços-Comunidade, em cuja programação o estudante aprende a trabalhar com sua comunidade e a valorizar a rede básica de saúde onde está inserido. Estão definidos como campos de práticas de ensino-aprendizagem do curso, as Regionais de Saúde e Unidades Hospitalares da SES-DF.

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA

1. INTRODUÇÃO

2. A PRÁTICA MÉDICA E O PROCESSO DE TRABALHO NA MEDICINA. AS REFORMAS DO SETOR SAÚDE E AS REFORMAS EDUCACIONAIS

3. A EDUCAÇÃO MÉDICA CONTEMPORÂNEA

4. AS NOVAS ORIENTAÇÕES NACIONAIS E INTERNACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO MÉDICA

5. PERFIL, METAS E OBJETIVOS NO CONHECIMENTO, HABILIDADES E ATITUDES: PROPOSTAS CURRICULARES

6. AS DIRETRIZES CURRICULARES E O MODELO PEDAGÓGICO DO CURSO DE MEDICINA

7. ORGANIZAÇÃO DA ESTRUTURA DOS MÓDULOS DE ENSINO-APRENDIZAGEM, HABILIDADES E ATITUDES E INTERAÇÃO ENSINO-SERVIÇOS-COMUNIDADE: OS CONTEÚDOS CURRICULARES

8. FUNÇÕES DA DOCÊNCIA E APERFEIÇOAMENTO CONSTANTE DO MÉTODO DIDÁTICO-PEDAGÓGICO

9. SISTEMA DE AVALIAÇÃO

DOWNLOAD DO PROJETO

Estrutura Curricular 2019

DOWNLOAD ESTRUTURA CURRICULAR
Manual do Estudante-Medicina