Docente da Escs ressalta o valor do conhecimento na Enfermagem

Docente da Escs ressalta o valor do conhecimento na Enfermagem

Marcela Vilarim é enfermeira há 21 anos e reforça que a profissão vale muito a pena

Semana da Enfermagem – Com o último depoimento da série de homenagens aos enfermeiros e enfermeiras na Semana da Enfermagem, que começou no dia 12 e vai até o dia 20 de maio, a enfermeira Marcela Vilarim conta um pouco da sua experiência nesses 21 anos de profissão. Servidora da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (Ses-DF) desde 2006, atuando na Unidade de Terapia Intensiva cirúrgica do Hospital de Base, é docente da Escs desde 2011 e fala o que a motivou seguir na carreira de enfermagem, diferente da carreira do pai, que é médico.

“O que me motivou fazer enfermagem foi a possibilidade do contato direto com o paciente, então quando eu descobri que a enfermagem era nível superior, porque até então eu não sabia, decidi que queria fazer e foi a melhor escolha que eu fiz na minha vida”, disse Marcela

 

A enfermeira especialista em paciente crítico e mestre em gestão- segurança do paciente fala do seu sentimento neste momento de enfrentamento ao novo coronavírus e afirma que não deve ser diferente do sentimento dos outros profissionais de saúde.

 

“O sentimento é medo do que pode acontecer comigo como profissional por potencialmente estar exposta a uma carga viral maior e durante um tempo maior do que um contato comunitário, por exemplo. O medo de trazer o vírus para a minha família, a falta do equipamento de proteção individual, também me deixa temerosa. Apesar desse sentimento, tenho uma formação boa e me sinto preparada para esse momento”, ressalta.

 

Docência - Para Marcela, o conhecimento, o saber aprofundado na sua área de trabalho faz parte dos princípios para se tornar um bom profissional. Seguindo esse caminho do saber científico, ela afirma que a prática da docência é uma forma de a manter atualizada.

 

“Eu sou obrigada a me manter atual nos estudos, isso é muito legal, além do contato com os estudantes que me renova. Então atuar na docência é estar constantemente atualizada, renovada e desafiada porque sempre tem questões novas que a gente não sabe e isso é muito importante para me manter intelectualmente ativa”, reforça a docente.

 

Diante desses desafios como profissional e docente, a enfermeira afirma que atuar na enfermagem vale muito a pena quando se atua com profissionalismo, com competência, com carinho.

 

”A enfermagem super vale a pena, a enfermagem me faz ser um ser humano melhor. Quando eu tenho contato com outras pessoas passando por dificuldades tão grande, eu vejo que a minha dificuldade é nada. E você conseguir atuar com profissionalismo, com competência, com carinho, e ver aquela pessoa melhorando, vendo que o que você fez de intervenção trouxe resultado e você conseguiu de fato melhorar a qualidade de vida daquela pessoa, super vale a pena, super”, finaliza Marcela.