Estudantes de enfermagem da ESCS são premiadas por trabalho sobre assistência à gestante imigrante no âmbito do SUS

 

Estudantes de enfermagem da ESCS são premiadas por trabalho sobre

assistência à gestante imigrante no âmbito do SUS

 

As estudantes Bárbara Cristina e Sâmia Letícia foram premiadas pelo trabalho sobre a comunicação e assistência à parturiente imigrante no Sistema Único de Saúde.

 

Duas estudantes de enfermagem da Escola Superior de Ciências da Saúde de Brasília (ESCS), mantida pela Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciência da Saúde (FEPECS) venceram o I Simpósio Caririense de Assistência ao Parto Normal, realizado pela Universidade Federal do Cariri (UFCA).

As estudantes premiadas, Bárbara Cristina e Sâmia Letícia, apresentaram o trabalho com o tema: “Comunicação e Assistência à parturiente imigrante no Sistema Único de Saúde (SUS)”, que trouxe uma análise sobre os desafios no SUS para o atendimento às pessoas oriundas de outras nações e as barreiras que ainda atrapalham a prestação da plena assistência a esses pacientes.

De acordo com a estudante Sâmia Letícia, “foi incrível poder participar desse trabalho, justamente por se tratar de uma população tão presente e ao mesmo tempo tão pouco estudada no Brasil. E receber o prêmio foi uma surpresa linda, porém, inesperada”.

Para a outra autora do trabalho, a estudante Bárbara Cristina, a participação nesse projeto foi fundamental e ainda reforçou a importância de darmos o melhor em prol de nossos pacientes.

“Participar do trabalho foi interessante e instigante, pois prestar assistência a esse público específico é difícil, porém necessário. Receber o prêmio foi uma grande surpresa e também um estímulo para não desistirmos de oferecer o melhor para os nossos pacientes”, declarou Bárbara.

As enfermeiras obstetras possuem um papel importante para que tudo ocorra da melhor forma possível na hora do parto, auxiliando não apenas com as técnicas de parto, mas também levando em conta o aspecto psicológico da gestante.