Estudantes de enfermagem da ESCS criam panfleto e cartilha para orientar aleitamento materno para mães com Covid-19

Estudantes de enfermagem da ESCS criam panfleto e cartilha para orientar

aleitamento materno para mães com Covid-19

Os folhetos criados pelas discentes foram para reforçar todas as informações e orientações transmitidas para as mães sobre o novo coronavírus.

 

Os Estágios Supervisionados em Enfermagem permitem aos discentes o desenvolvimento das competências atitudinais e habilidades na prática. Dessa forma, o Estágio Curricular Obrigatório (ECO) em Unidade Básica de Saúde (UBS) capacita os acadêmicos a compreensão dos problemas mais comuns da comunidade, além de colocá-los em contato com o Sistema Único de Saúde e os desafios atuais vivenciados na pandemia COVID-19.

O projeto de intervenção na UBS 02, realizado pelas discentes da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS), mantida pela Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (FEPECS) buscou na assistência a educação em saúde uma maneira de contribuir para promover maior segurança às mães no processo de aleitamento materno em meio à realidade da pandemia. O aleitamento materno é um momento nobre e único na vida do binômio mãe-filho, que não deve ser interrompido por dúvidas e erros, mas sim reforçado e promovendo a saúde e estabelecendo os laços.

Com o surgimento da pandemia, houve a necessidade de alterar a atuação de todos os profissionais nos diversos fluxos na unidade, flexibilizando e adequando as ofertas para que a Atenção Básica continuasse a fornecer os serviços de saúde pertinentes e de acordo com as necessidades dos cidadãos.

Buscando aspectos existentes dentro desta realidade de dúvidas e incertezas, foi constatada a necessidade de um material de apoio ao usuário em geral, considerando que o mês de agosto é destinado a promoção do aleitamento materno e que a UBS 02 vislumbra um público materno infantil elevado, houve a necessidade de corrigir dúvidas que pudessem interromper o processo de aleitamento materno ocasionado pelo diagnóstico positivo da doença.

A Interna de Enfermagem da ESCS/FEPECS, Sâmia Letícia Moraes de Sá ressaltou como sucedeu o processo de intervenção na UBS 02.

“O momento se tornou oportuno, pois as abordagens foram realizadas quando a mãe chegava com sua criança para vacinar. Neste momento coube a realização de orientações e estímulo ao aleitamento materno, as formas corretas para amamentar, bem como sanando dúvidas sobre o tema. Foram entregues folhetos criados pelas discentes reforçando todas as informações e orientações transmitidas para as mães. Então, percebendo os riscos para a clientela e para os servidores da UBS, oportunamente idealizamos um higienizador, providenciamos a sua fabricação de maneira que o álcool acionado pelo pé, impossibilita o contato direto da mão no disponibilizador”, declarou Sâmia Letícia Moraes de Sá.