Estudante do Programa de Mestrado Profissional em Ciências para a Saúde da FEPECS/ESCS recebe o 1º lugar no X Fórum Nacional dos Mestrados e Doutorados Profissionais!

Estudante do Programa de Mestrado Profissional em Ciências para a Saúde da FEPECS/ESCS

recebe o 1º lugar no X Fórum Nacional dos Mestrados e Doutorados Profissionais!

 

O Programa de Mestrado Profissional em Ciências para a Saúde da FEPECS/ESCS participou do X Fórum Nacional dos Mestrados e Doutorados Profissionais. O evento é anual e promovido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (CAPES), do Ministério da Educação. Neste ano, a instituição responsável pela organização do evento foi a Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus de Botucatu - SP. Em função da pandemia e das medidas de distanciamento social, o evento foi online.

Foram debatidos temas relevantes, em especial, a importância dos profissionais de enfermagem nos serviços de saúde, sobretudo no Sistema Único de Saúde (SUS), assim como foram debatidas as mudanças no processo de avaliação das pós- graduações pela CAPES. O evento contou com a participação de todos os programas de mestrado e doutorado profissionais da área de Enfermagem das Instituições de Ensino Superior aprovadas e em funcionamento no Brasil. O Mestrado Profissional da FEPECS/ESCS esteve lá representado por seus professores, estudantes e egressos.

Um dos momentos mais emocionantes do Fórum foi a premiação das melhores produções técnicas e tecnológicas dos programas, do total de 73 trabalhos apresentados no evento. O software IPES² desenvolvido pela egressa Katiane Tavares da Silva, enfermeira do Hospital Regional da Ceilândia, orientada pela Profª Drª. Leila Gottens recebeu o prêmio de primeiro lugar. O IPES² tem a finalidade de apoiar os Núcleos de Qualidade e Segurança do Pacientes dos hospitais, no manejo de incidentes em serviços de saúde. Já está implantado em dois hospitais da SES-DF e está disponível no endereço https://www.ipess.saude.df.gov.br/#/

O desenvolvimento dessa tecnologia envolveu professores do Mestrado Profissional, estudantes de Iniciação Científica da ESCS, colaboradores externos, parceria com a Universidade de Brasília e com gestores e profissionais da SES-DF. Foi financiado com recursos do Acordo CAPES/COFEN e da Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal.

Segundo a Profª Leila Gottems e a Enfermeira Mestre Katiane Tavares, foi emocionante receber este reconhecimento acadêmico pelo produto desenvolvido no âmbito do Mestrado Profissional da FEPECS/ESCS.

“Sinaliza que as ideias surgidas a partir dos problemas e da prática dos serviços de saúde podem gerar inovação que melhora a assistência à população” ressaltou a Enfermeira Katiane.

O Programa de Mestrado Profissional da ESCS/FEPECS já formou mais de 100 profissionais de saúde do SUS, desde 2012 quando iniciou a primeira turma. É realizado um processo seletivo anual, com uma oferta de 18 vagas por ano. O curso tem como objetivo oferecer formação acadêmica interdimensional/interdisciplinar, capacitando profissionais a produzir e utilizar conhecimentos na área de Qualidade de Assistência à Saúde, nas linhas de trabalho de Qualidade na Assistência à Saúde da Mulher e do Idoso, com vistas à melhoria da qualidade de vida e atendimento a estas populações.